Seminário na Capital debate durabilidade do concreto

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Material mais utilizado na construção em todo o mundo, o concreto tem sua durabilidade associada, entre outras questões, às ações ambientais. Atualmente, o concreto tem durabilidade mínima de 50 anos, contudo a vida útil longa de componentes e produtos da construção civil é cada vez mais desejada pelos profissionais que atuam frente às obras.

Com o objetivo de debater o uso de novos concretos, a necessidade de aumentar a diversidade de respostas para os construtores e melhorar a durabilidade das edificações do Estado, o Instituto de Engenharia de MS (IEMS), a SJB Vistoria e Perícia em Engenharia Civil e a diretoria regional do Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon), com o apoio do Crea-MS, promovem no dia 12 de dezembro, às 19h, no anfiteatro de multiuso da Universidade Federal de MS (UFMS) o I Seminário de Durabilidade de Concreto de Mato Grosso do Sul.

Para debater a vida útil das estruturas de concreto segundo as normas de desempenho, impermeabilização e maturidade do concreto, o evento reunirá renomados profissionais brasileiros, entre eles o prof. Dr. Paulo Helene, autor de 12 livros sobre o tema; o M. Sc. Emílio Minoru Takagi e o especialista em pretensão Roberto Curra.

As inscrições custam R$ 50,00 para sócios IEMS e estudantes e R$ 100,00 para demais profissionais e podem ser feitas no site www.iemsonline.com.br. Informações pelos telefones 67 3026-6311 ou 67 99207-0615, das 13h30 às 18h, ou pelo e-mail iems@terra.com.br.