Notícias Terça-feira, 8 de junho de 2021

Salário mínimo profissional: Presidentes do Crea-MS e de entidades vão a Jaraguari


A prefeitura de Jaraguari divulgou na segunda (8/2) edital contendo informações sobre o processo seletivo simplicado visando à contratação temporária de engenheiro civil cuja remuneração oferecida, para cumprimento de carga horária de 40 horas semanais, é de R$ 1.766,28.

O edital delimita a área de atuação do profissional, estabelecendo como requisito de ingresso possuir curso de nível superior completo, habilitação na área da engenharia civil e registro no órgão de fiscalização profissional, neste caso o Crea-MS.

Nesta terça-feira (8/2) pela manhã, a presidente do Crea-MS, eng. Agrim. Vânia Mello, acompanhada pelos presidentes do Sindicato dos Engenheiros no Estado de MS (Senge-MS), eng. civ. Jean Saliba, e da Associação Brasileira de Engenheiros Civis (Abenc-MS), eng. civ. Mário Basso Dias Filho, foram até Jaraguari reunir-se com o prefeito Edson Nogueira e com vereadores Claudio Ferreira da Silva, Mário Nogueira, Renê Sérgio de Moura, Áureo Vilela e Valdecy da Silva.

A reunião com representantes do executivo e legislativo municipal teve por objetivo alertar sobre a existência de legislação acerca da remuneração mínima a profissionais da engenharia e da agronomia, a Lei Federal n. 4.950-A de 1966.

Ao agradecer, o prefeito ressaltou que a visita dos representantes do Conselho e das entidades de classe foi importante para mudar o conceito e voltar o olhar para o engenheiro. “Essa visita foi muito produtiva para que isso acontecesse, para nos explicar melhor a importância desse profissional de tanta importância para o município”, pontuou.

A presidente do Crea-MS, Vânia Mello, acredita que é ainda é possível evoluir nas discussões e também nas correções das distorções acerca do salário mínimo pago aos profissionais. “Sabemos que as prefeituras do interior têm as suas dificuldades, mas eu saio muito feliz dessa reunião de hoje; esses nos ouviram, entenderam a nossa mensagem e o mais importante, eles se propuseram a melhorar. E é nesse sentido que vamos continuar trabalhando, buscando a valorização profissional dos profissionais do Crea-MS”, sinalizou.

O presidente do Senge-MS, eng. civ. Jean Saliba avaliou que a reunião foi bastante proveitosa, com a oportunidade de informar detalhes sobre a legislação sobre o salário mínimo profissional. “Não viemos apenas solicitar, mas nos colocar, por meio das entidades, à disposição para auxiliar na valorização dos profissionais; que é o que todos nós estamos buscando”, disse.

“Entendemos a dificuldade que o município tem nesse processo, tanto financeiramente, quanto juridicamente, mas acreditamos que haverá avanços e que vamos conseguir esse objetivo na sua plenitude”, disse o presidente da Abenc-MS e 2º vice-presidente do Crea-MS, eng. civ. Mário Basso Dias Filho.

No ofício entregue pela presidente ao prefeito, é solicitada a correção da remuneração oferecida pelo município num prazo de dois dias, visto que as inscrições para o concurso conforme o edital, deverão ser feitas de 10 a 12 de fevereiro.

Janine Gonzalez
Assessoria de Comunicação do Crea-MS