CER divulga resultado final das eleições em MS

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

A Comissão Eleitoral Regional divulgou o mapa final de apuração das eleições do Sistema Confea/Crea e Mútua realizada no dia 15 de dezembro. Foram 17 urnas dispostas em cidades com maior concentração de profissionais que receberam 1.929 votos.

O pleito contou com três candidatos para presidente do Crea-MS, dois para diretor geral  e apenas um para diretor administrativo da Mútua.

O engenheiro agrônomo Dirson Artur Freitag foi reconduzido à presidência do Crea-MS e a engenheira agrimensora Vânia Mello foi eleita diretora geral da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-MS (Mútua). Os mutualistas elegeram o engenheiro agrônomo Ângelo Ximenes como diretor administrativo da Caixa.  O trio ocupará as funções no período de 1º de janeiro de 2018 a 31 de dezembro de 2020.

Confira o mapa de apuração

Presidente do Crea-MS
Dirson Freitag – 891
Marco Maia – 755
Abrahão Malulei – 1
Rodrigo Costa – 256
Votos em branco – 9
Votos nulos – 17

Diretor geral da Mútua
Mito Gebara – 820
Vânia Mello – 964
Votos em branco – 80
Votos nulos – 65

Presidente do Confea
Murilo Pinheiro – 917
Jobson Andrade – 57
Eng. Joel Krüger – 737
José Ribeiro – 49
Urubatan Barros – 35
Votos em branco – 79
Votos nulos – 55

Comunicado da Comissão Eleitoral Federal –  Comissão Eleitoral Federal, instância organizadora e principal responsável pela validação do processo eleitoral do Sistema Confea/Crea e Mútua, vem tornar público que o processo de apuração dos votos das eleições 2017 ainda não foi finalizado e o mesmo encontra-se em fase de validação e transmissão dos dados para o sistema de apuração “ABACUS”, gerenciado pelo Confea.
Esclarecemos que os dados referentes aos votos são inseridos pelos Creas em seus respectivos estados, constando ainda ausência ou transmissão parcial dos votos nos seguintes Estados: Ceará , Piauí, Minas Gerais, Rondônia e Acre.

A Comissão Eleitoral Federal informa ainda que nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, mediante auditoria ocorrida no dia da eleição, foi constatado que muitos votos não foram colhidos em urna eletrônica. Dados o tamanho do colégio eleitoral destes estados e a necessidade de análise da validade dos votos, o processo de apuração está mais lento que o previsto, representando assim um resultado ainda parcial das eleições e sem definição oficial.

Por fim, informamos que o resultado final da apuração dos votos somente será divulgado oficialmente por esta Comissão Eleitoral Federal.