Mato Grosso do Sul conta com conselheiro federal no plenário do Confea

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Em dezembro passado, seis novos conselheiros tomaram posse no Plenário do Confea para o mandato 2017-2019. A equipe de jornalistas do Confea fez entrevistas com cada um deles. Confira:

Eng. Eletric. Edson Alves Delgado – Mato Grosso do Sul

Qual foi sua trajetória no Sistema que o fez chegar até aqui?
Tive três mandatos de conselheiro regional no Crea-MS. O primeiro no triênio 2006-2008. Depois 2012-2014, sendo reeleito para 2014-2016. Nesses períodos, fui coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica, tendo, portanto, participado de diversas reuniões da Coordenadoria Nacional. E, agora, estou Conselheiro Federal pela primeira vez, integrando as comissões de Articulação Institucional (Cais) e Eleitoral (CEF), o que faz sentido, pois atuei na Comissão Eleitoral Regional do Crea-MS em três eleições.
E por que motivo o senhor escolheu sua profissão?
Eu já atuava no mercado. Trabalhava como auxiliar técnico em uma concessionária de energia. Fui atrás do meu diploma para conseguir galgar a carreira.novoscons2017_delgado
E quais são suas expectativas para o seu mandato?
De muito trabalho. Tenho que atender as expectativas dos profissionais que confiaram em mim para essa missão.
O sr. tem acompanhado o trabalho do Plenário Federal nos últimos três anos?
Sim. Há cinco anos fiquei sabendo que, por conta da metodologia da rosa-dos-ventos, em 2017 o Mato Grosso do Sul teria um mandato no Plenário do Confea para engenheiro eletricista. Desde então tenho acompanhado, lido as atas e as Decisões Plenárias.
E o que o sr. destaca da atuação do Plenário em 2016?
Sem dúvida foi a aprovação da Resolução n. 1073, que substituiu a “1010”. Agora trataremos as peculiaridades e critérios de concessão de atribuições, principalmente aquelas de educação continuada. Creio que esse será o grande desafio em 2017.

Fonte: Equipe de Comunicação do Confea