Locais de votação contarão com medidas preventivas à covid-19

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Inicialmente agendadas para o dia 3 de junho, as eleições gerais do Sistema Confea/Crea e Mútua foram transferidas, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, para 15 de julho, das 8h às 19h.

Conheça os candidatos

Realizadas de forma presencial em todo o país, as eleições definirão os presidentes do Conselho Federal (Confea) e do Crea-MS e os diretores geral e administrativo da Caixa de Assistência dos Profissionais (Mútua-MS).

Com o objetivo de prevenir a disseminação da covid-19, a Comissão Eleitoral Federal (CEF), por meio da deliberação CEF nº 57/2020, definiu uma série de medidas a serem adotadas durante as eleições. O documento destaca a necessidade de adoção de ações para redução do potencial de contágio pelo novo coronavírus e para a preservação da saúde dos profissionais e colaboradores que atuarão no dia da eleição.

Orientações
Os mesários deverão utilizar máscaras, protetores faciais e luvas durante todo o período em que estiverem no local de votação, desde a organização da sala até o fim da apuração de votos. A distância entre eles na mesa eleitoral deverá ser de pelo menos 1 metro. Já a sala, que deverá ser arejada, terá marcações no chão indicando aos eleitores a distância mínima de 2 metros na fila de espera e de 1 metro entre o eleitor e o mesário.

A deliberação lista como responsabilidade dos mesários a higienização com álcool 70% do material utilizado pelo eleitor, como canetas, ao término de cada voto. Outro cuidado será a desinfecção com álcool 70% de locais acessíveis às mãos, como maçanetas de portas, mesa da cabine de votação. Tanto os produtos de limpeza quanto os equipamentos de proteção deverão ser disponibilizados pela Comissão Eleitoral do Crea-MS aos mesários.

Nos locais de votação serão fixados cartazes com informações sobre como se prevenir do coronavírus.

Confira os locais de votação
Grupo de risco – Entre as ações preventivas, está a adoção de horários preferenciais, das 8h às 9h e das 13h30 às 14h30, aos eleitores dos grupos de riscos.

O documento assinado pela CEF no dia 27 de abril explica que a decisão levou em conta o Manual de Recomendações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, elaborado quando da operação de “Regresso à Pátria Amada Brasil”, promovida para resgate de 34 brasileiros que estavam na província de Wuhan, China, epicentro dos casos de infecção pelo novo coronavírus. A comissão tomou como base ainda os procedimentos adotados pelo governo sul-coreano durante eleições, em 15 de abril, para escolha de 300 membros da Assembleia Nacional da Coreia do Sul. Outra referência foi a lista de sugestões para segurança no processo das eleições do Sistema, enviada pela Associação Brasileira de Engenharia Clínica ao Confea.

Janine Gonzalez
com informações do Confea