Inscrições abertas para o Congresso Brasileiro de Profissionais das Geociências

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Temas multidisciplinares ligados ao desenvolvimento tecnológico do Brasil nos setores de petróleo, gás, mineração, planejamento territorial, desastres naturais, meio ambiente, inovação, empreendedorismo, exercício profissional e ensino vão estar em debate no Congresso Brasileiro de Profissionais das Geociências – ProGEO, entre 14 e 17 de maio próximo, em São Paulo.

Acesse www.febrageo.org.br/progeo2019 e confira a programação geral e a agenda dos minicursos, mesas-redondas e da Expo ProGEO. Aproveite o desconto concedido para as inscrições feitas até 31 de janeiro.

Os interessados em submeter trabalhos técnico-científicos têm até 20 de fevereiro. Tudo é feito pelo site oficial. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: progeo@officeeventos.com.brselo_progeo

Diálogo e valorização profissional
Organizado pelo Federação Brasileira de Geólogos – Febrageo e com patrocínio do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – Confea, a agenda tem a proposta de congregar geólogos e engenheiros geólogos, geógrafos, meteorologistas, geofísicos, oceanógrafos, engenheiros, agrônomos, com empresários, pesquisadores, docentes e estudantes que desenvolvem atividades profissionais, pesquisa, ensino e inovação em Geociências, como explica o presidente da entidade nacional ligada ao Sistema Confea/Crea. “A ideia é promover integração entre os profissionais das Geociências e os da Engenharia, em discussões acerca de temas técnicos e políticos, de modo a fortalecer a valorização profissional tanto no mercado de trabalho quanto dentro do governo”, afirma o geol. e titular da Febrageo, Fábio Reis.

Serão quatro dias de atividades técnico-científicas com a participação de representantes do setor profissional de empresas públicas e privadas, órgãos federais e estaduais, pesquisadores e conselheiros do Confea e dos Creas. “A expectativa é de haja uma ação conjunta e que ao final da agenda seja divulgado um documento, a carta do congresso, a ser encaminhado para o Sistema Confea/Crea, para discussão nas câmaras especializadas e no Colégio de Entidades Nacionais; assim como também será enviado ao Congresso Nacional”, adianta Reis sinalizando que estão previstos na pauta debates sobre projetos de lei que impactam os setores relacionados à área tecnológica.

“Vamos falar, por exemplo, da necessidade de uma política específica sobre aquíferos, águas subterrâneas; assim como iremos destacar a importância do diálogo técnico entre profissionais do Sistema e agências reguladoras, como a de Mineração [criada em 2017 e instalada em 2018, em substituição ao Departamento Nacional de Produção Mineral, que foi extinto pelo novo marco regulatório da mineração]”, comenta o presidente da Febrageo ao demonstrar preocupação com a escassa presença de profissionais do setor nas tomadas de decisão do governo.

Julianna Curado
Com informações da organização do congresso
Equipe de Comunicação do Confea