Crea-MS solicita comprovações de responsáveis técnicos e Anotações de Responsabilidade Técnica de mineradoras de Corumbá

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

O Crea-MS foi uma das instituições a integrar a força-tarefa realizada pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) nas fiscalizações de 10 barragens e bacias de rejeitos de minério de ferro e manganês das mineradoras Vale e Vetorial/MMX em Corumbá.

No dia 30 de janeiro foram realizadas reuniões com as empresas, que apresentaram, dentre outras coisas, seus planos estruturais e de gestão. A equipe do Crea-MS foi integrada por dois agentes fiscais, Anderson Silva e Ajurimar Macedo Gil, e os engenheiros Joelson Dib e Danusa Sulzer, que são inspetores do Conselho na cidade, e Cássio da Costa Marques, representante da Associação de Engenheiros de Corumbá (AEC).

As visitas às mineradoras foram realizadas no dia 31 de janeiro pelos agentes fiscais, acompanhados pelo inspetor eng. civ. Joelson Dib. “Ao Conselho, cabe a exigência de responsáveis técnicos e as Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) das atividades profissionais nas áreas da engenharia, agronomia e das geociências”, explicou Dib ressaltando que haverá uma nova reunião da força-tarefa, prevista para 14 de fevereiro, em Corumbá.

Inspetor Joelson Dib (meio), assessorado pelos Agentes de Fiscalização Anderson Silva (esq.) e Ajurimar Cupertino (dir.)

Inspetor Joelson Dib (meio), assessorado pelos Agentes de Fiscalização Anderson Silva (esq.) e Ajurimar Cupertino (dir.).

De acordo com o gerente de fiscalização, engenheiro Luis Antonio Silva, a equipe de agentes fiscais verificou a necessidade de responsáveis técnicos por 17 atividades desenvolvidas pelas mineradoras. “Um ofício exigindo apresentação das documentações foi encaminhado às mineradoras. O prazo para que sejam apresentados é de 10 dias”, disse.

As documentações exigidas são para os seguintes serviços: descomissionamento da barragem,  levantamentos topográficos das barragens,  responsáveis técnicos por estudos e mapas de inundação de todas as barragens; sistemas de alarme;  alteamentos de barragem, inspeção de segurança regular da barragem; aferição dos equipamentos de monitoramento das barragens; automação dos equipamentos de monitoramento das barragens; trato de segurança diária das barragens;  manutenção das bombas e motores; execução da sondagem e laudos que estão sendo executados na barragem do Gregório; serviços de controle de pragas.