Notícias Terça-feira, 8 de junho de 2021

Covid-19: Crea-MS e Cder buscam diálogo com municípios

Integrado por dirigentes das entidades de classe representativas das áreas da engenharia e agronomia de Mato Grosso do Sul, o Colégio de Entidades Regionais (Cder) do Crea-MS, motivado pelos desafios – de ordem econômica e de saúde pública –  trazidos pela disseminação do novo coronavírus, elaborou uma carta que foi direcionada a prefeitos das cidades do Estado.

No documento, o Cder manifesta a importância das profissões da engenharia, agronomia e geociências no processo planejamento e de execução de medidas que visam mitigar os efeitos decorrentes da covid-19.

De acordo com o documento, é possível e necessária a abertura de um canal de diálogo com a participação de integrantes das Câmaras Especializadas do Crea-MS e também do Colégio de Entidades visando à discussão de políticas públicas que possam garantir a manutenção de empregos e a rápida recuperação da atividade econômica.

Confira abaixo documento que é assinado pelas entidades de classe ligadas à engenharia e agronomia.

Campo Grande-MS, 26 de março de 2020

O Colégio de Entidades Regionais (CDER/Crea-MS) vem, por meio desta carta, demonstrar que entende a complexidade dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19 no Brasil e em Mato Grosso do Sul e tem absoluta certeza de que os profissionais da Engenharia, da Agronomia e das Geociências têm atuado na elaboração de ações junto, não só ao Sistema Brasileira de Saúde, mas também à maioria das atividades afetadas pela situação econômica que o mundo enfrenta neste delicado momento. Cabe a nós, profissionais do Sistema Crea/Confea, propor soluções para superar este período que estamos atravessando.

Sabemos que a Engenharia está construindo soluções técnicas para ajudar a sociedade, seja com a fabricação e fornecimento de equipamentos, construção de infraestrutura rápida – como hospitais de campanha -, melhoria da eficiência das telecomunicações, fabricação de insumos de saúde, oferecendo infraestrutura e logística de distribuição e garantindo a segurança dos processos de trabalho.

No que tange à Agronomia, entendemos que o setor não vai parar de atuar para garantir a produção, o beneficiamento e o abastecimento de alimentos e produção, beneficiamento e distribuição de álcool para a desinfecção.

As Geociências, ainda, podem oferecer análise de dados estatísticos e climáticos para a tomada de decisões das mais variadas ações, destacando-se as medidas de redução do progresso do Covid-19 e retomada das atividades econômicas.

Quanto à atuação do Crea-MS, como órgão que tem por essência a Defesa da Sociedade e Fiscalização das Atividades Profissionais, entendemos que, neste momento, é importante a serenidade e que podemos abrir um canal de diálogo através das Câmaras Especializadas e do Colégio de entidades de classe profissionais (CDER) para propor políticas públicas que possam garantir a manutenção dos empregos, a recuperação da atividade econômica e superar os impactos dessa situação, o mais rápido possível.

De pronto, nos colocamos à disposição para colaborar, solicitando nossa participação nas comissões municipais e estaduais que estejam ligadas ao tema, na esperança de que superaremos este processo Juntos!

Signatários

ABENC-MS – Associação Brasileira dos Engenheiros Civis – Departamento MS
ACEA – Associação Campo-Grandense de Engenheiros Agrônomos
AEAD – Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Dourados
AEAGRAN – Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados
AEAMS – Associação dos Engenheiros Agrônomos do Mato Grosso do Sul
AEARB – Associação de Engenheiros Agrônomos de Rio Brilhante
AEC – Associação dos Engenheiros de Corumbá
AETL – Associação dos Engenheiros de Três Lagoas
APEPR – Associação dos Profissionais das Engenharias de Paranaíba e Região
ASMEA – Associação Sul-Mato-Grossense de Engenheiros Agrimensores
IEMS – Instituto de Engenharia de Mato Grosso do Sul